Personagem da Semana – Broll Bearmantle


“Eu luto para viver, Valeera. Enquanto vocês, elfos sangrentos…”

Broll Bearmantle, juntamente com Valeera Sanguinar, era um companheiro de Varian Wrynn.

Broll Bearmantle nasceu com chifres, uma dádiva muito rara e um sinal de que um dia ele estaria envolvido em grandes feitos. Durante anos, as pessoas observaram o crescimento de seus chifres e esperaram que eles manifestassem algum sinal de grandeza. Com o passar dos séculos, Broll se desenvolveu e se tornou um bom druida – muito poderoso e com uma grande capacidade de desenvolver diversas formas – mas afora isso, não aparentava nada de especial. Em certo momento, Broll é presenteado com um ídolo esculpido por Rêmulos, filho do semideus Cenarius. O ídolo estava conectado a um dragão verde e, por meio desse dragão, Broll estava ligado ao Emerald Dream. O amuleto deveria ajudá-lo a desenvolver ainda mais seus poderes, mas, a falha em sua promessa, desperta a ira do druida.

Quando a Burning Legion e seus flagelados invadem Kalimdor durante a Terceira Guerra, Broll se vê lutando ao lado de sua filha Anessa contra undeads e demons no Mount Hyjal. O comando de Broll é cortado da força de resistência e, abatidos por seu núcleo secreto de poder druidico, um grupo de poderosos demônios ataca. Desesperado, Broll, chamado pela primeira vez ao núcleo da terra para proteger aqueles que lutaram com ele, para em meio ao fogo cruzado para que os companheiros tenham tempo de recuar para a segurança do exército, enquanto as árvores se desprendem do solo e entram na batalha contra os undeads e demons. Cansado após lutar durante horas, Broll é sufocado pela cova de lord Azgalor, derrubando o Ídolo Dracônico de Rêmulos. Azgalor golpeia o ídolo com sua lança, enchendo-o de energia fel. A explosão de energia fel vinda da estátua corrompida mata Anessa, que estava tentando salvar o pai abatido pelo golpe. Depois da batalha, Broll sente-se culpado pela morte da filha, sua aflição e fúria fazem com que os espíritos da natureza o abandonem: o cervo, a pantera, a foca e o corvo. Mas um espírito permanece com ele, o do urso, corrompido pela energia fel e alimentado pela ira de Broll. Apesar da perda pessoal, Broll salvou muitas outras vidas naquele dia e contribuiu imensamente pela vitória da Aliança.

Gladiador

Possuído por sua ira, Broll abandona a sociedade dos elfos noturnos e se vende para Rehgar Earthfury e seu ex-escravo e então parceiro Bloodeye Redfist e torna-se um gladiador ao lado de Bloodfist e de uma jovem elfa sangrenta, Valeera Sanguinar. Bloodfist é assassinado e Rehgar se vê sem um líder para sua equipe, pouco antes do início do Crimson Ring tournament. A resposta para seu problema chega na forma de um incrível e poderoso “desmemoriado” guerreiro humano apelidado de Lo’Gosh, mais tarde desmascarado e revelado como ninguém menos que o rei Varian Wrynn. Depois de trabalharem juntos como gladiadores para vencer o Crimson Ring tournament, Broll junta-se a Lo’Gosh em sua fuga contra a servidão.

Com as estratégias de Lo’Gosh e o poder de Broll sobre a natureza, os dois ajudam a defender Warsong Gulch dos Warsong Outriders.  Infelizmente, a ira de Broll torna seus poderes perigosos e caóticos, quase causando um desastre natural, precisando ser parado de alguma maneira, então, Lo’Gosh nocauteia-o. Após a batalha, Broll descobre que o Ídolo de Rêmulos corrompido, foi encontrado pelos Thistlefur furbolgs, injetando seu terrível poder nas criaturas. Por esse motivo, Broll e Lo’Gosh voam até Thistlefur Hold, em Ashenvale, para livrar o amuleto das energias fel. A limpeza é bem sucedida, mas não antes de acontecer o combate ao dragão que estava ligado ao amuleto e a uma horda de furbolgs corrompidos. Com a purificação do amuleto, Broll tem a chance de refazer as ligações com os outros espíritos da natureza e tranquilizar sua cólera.

Broll e Lo’Gosh entregam o ídolo a Fandral Staghelm, que quer se certificar da purificação do objeto. Após profunda análise, Frandal decide que a melhor coisa a se fazer é deixá-lo em seu poder, em Darnassus.

Broll Bearmantle, juntamente com Valeera Sanguinar, continua a acompanhar o rei guerreiro até que a justiça seja feita com a broodmother Onyxia e que levem Varian até seu trono de direito. Após a morte de Onyxia, Varian oferece a Broll e a Valeera uma morada permanente em Stormwind, onde os dois podem atuar como conselheiros e guardas pessoais do rei.

Broll torna-se membro do New Council of Tirisfal durante a Med’na’s battle com Cho’gall.

World of Warcraft: Stormrage

“Você é o que está destinado a ser”

– Malfurion Stormrage pensou em Broll com orgulho enquanto os olhos deste brilhavam ao carregar as energias de Azeroth.

Depois da morte do Lich Rei Arthas Menethil, Teldrassil adoece e o Emerald Nightmare torna-se substancialmente mais forte. Juntamente com muitos arquidruidas de reputação, Broll é invocado como membro de Cenarion Circle para ajudar Teldrassil e é secretamente informado por uma Irmã Eluna de que havia sido chamado para uma reunião secreta com os altos sacerdotes. Apenas Hamuul Runetotem sabia que ele estava indo. Broll começa a receber visões de Teldrassil arrasada pela corrupção, o que toma como um aviso vindo de Azeroth.

Como um experiente druida com a marca da magnitude e mostrando uma forte conexão pessoal, Broll é chamado por sua shan’do amada, Tyrande Whisperwind, para ajudá-la a encontrar um jeito de retornar a dreamform de Malfurion para seu corpo, já que Eluna havia revelado que ele estava morrendo. Fandral Staghelm está liderando os arquidruidas na cura da segunda desesperada Árvore do Mundo com o único intuito de encontrar Malfurion, mas Tyrande logo descobre que isso demorará mais tempo que o previsto. Tyrande também revela que, antes de desaparecer, Malfurion quis conversar com ela sobre Broll, já que o achava muito importante. Malfurion deixou bem claro para Tyrande que confiava muito no druida e as ações de Broll durante a Terceira Guerra fizeram com que ela tivesse certeza disso. Malfurion havia entendido que Broll precisava trabalhar sozinho com sua ira. Tyrande escolhe Broll por achar que seus recentes feitos mudariam sua lealdade a Malfurion muito mais do que o necessário aos planos de Fandral, e ele concorda em trabalhar com ela para isso. Sozinha, Tyrande decide entrar em Emerald Dream através do portal em Bough Shadow e Broll acredita que ela precisará da ajuda do Idol of Remulos, o qual é roubado do santuário de Fandral. Antes que ele se vá, Tyrande pede a Broll que a chame por seu primeiro nome, mas o druida se nega, dizendo que tanto para ele, quanto para Malfurion, ela é uma alta sacerdotisa. Tyrande aceita a negativa, não tocando mais no assunto.

Broll e Tyrande libertam Malfurion do Emerald Nightmare e, em certo momento, Mulfurion repreende Broll, dizendo que ele não passa de um aprendiz diante de sua forma shan’do. Depois de todo o acontecido, os olhos de Broll, antes acinzentados, passam a brilhar com a cor do ouro, tendo finalmente se tornado o grande druida que sempre almejou ser. Malfurion e Tyrande se casam e convidam o druida para fazer parte da cerimônia.

Curiosidades

  • Broll divide o nome Bearmantle com Athridas.
  • Broll Bearmantle é reproduzido como action figure pela DC em World of Warcraft: Series 2 e parece estar vestido partes do Stormrage Raiment

    Fonte: WoWWiki e WoWPedia

    Tradução e Revisão: Juliana “Parvatii

Anúncios

Sobre Trey
Geek, Gamer, Aspirante a Game Designer e 3D Modeling.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: